IFSP suspende os Jogos dos Institutos Federais devido ao corte de 30% nas universidades federais

O pró-reitor da instituição informou que continua buscando medidas para viabilizar a realização dos JIF IFSP 2019 em outra data

Por Redação 14/05/2019 - 19:00 hs
Foto: Divulgação / IFSP Registro

 

A Reitoria do Instituto Federal de São Paulo laçou uma nota, na tarde desta terça-feira (14), a suspensão dos Jogos dos Institutos Federais IFSP 2019. Os jogos estavam previstos para os meses de junho e julho de 2019, nos Câmpus Barretos e São Paulo.

De acordo com a reitoria, o cancelamento dos jogos é devido ao contingenciamento anunciado pelo governo federal de cerca de 30% dos recursos das instituições federais de ensino. Pelos mesmos motivos, também foram suspensos os congressos de Pesquisa, de Ensino e de Extensão (Conept, Conict e Conemac) do IFSP.

“O pró-reitor de Administração do IFSP, Silmário Batista dos Santos, informa que a Instituição continua buscando medidas para viabilizar a realização dos JIF IFSP 2019 em outra data, aguardando um possível descontingenciamento ou a conquista de alguma verba que possibilite tal atividade”, informou a reitoria, em nota.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Bloqueio nas universidades

Ministério da Educação (MEC) anunciou o bloqueio de 30% na verba das instituições de ensino federais e todos os institutos. O anuncio foi feito após diversas críticas do corte orçamentário de três universidades federais, que tinham sido palco de manifestações públicas: a Universidade de Brasília (UnB), a Universidade Federal Fluminense (UFF) e a Universidade Federal da Bahia (Ufba). A rede federal inclui mais de 60 universidades e quase 40 institutos em todo o país.

IFSP Registro

Os alunos do Instituto Federal de São Paulo (IFSP) câmpus Registro realizaram um protesto, no dia 6 de maio, contra o corte de orçamento nas universidades federais para 2019. Os discentes do IFSP de Registro irão realizar nove atividades de mobilização. A ideia foi proposta pelos alunos da unidade, com o apoio de professores e funcionários. Na última segunda, os alunos foram de preto ao instituto e, na ocasião, gravaram um vídeo de protesto para divulgar nas redes sociais.  

Para mais informações, clique aqui e confira a matéria completa.