Clube abandonado causa preocupação e indignação na população


Clube abandonado causa preocupação e indignação na população

Moradores reclamam do descaso e alertam sobre os perigos para a dengue, entre outras doenças ocasionadas pela água parada

Por Mariana Areco Torres 12/03/2018 - 21:00 hs
Foto: Arquivo Pessoal
Clube abandonado causa preocupação e indignação na população
Piscinas sujas e sem manutenção

Há tempos que o abandono do Clube de Jacupiranga (Associação Recreativa) tem causado preocupação e muita indignação para toda a população. O espaço é amplo, com capacidade para mais de mil pessoas, três piscinas, sauna, duas lanchonetes, salão para festas, salão de jogos, sala para academia, quadra e parque. Tudo isso, hoje se encontra sem qualquer manutenção, com muita sujeira e água parada. Um verdadeiro potencial para os criadouros de mosquitos.

 

O Clube, antes referência em lazer e frequentado por muitos, agora se encontra fechado e sem previsão de voltar a funcionar. 

A Associação foi desfeita há tempos e hoje é mantida por uma entidade, porém, moradores reclamam do descaso e alertam sobre os perigos para a dengue, entre outras doenças ocasionadas pela água parada. Sem contar que o local está sendo alvo de vandalismo e ponto de encontro dos usuários de drogas.

De acordo com informações do coordenador da Vigilância em Saúde de Jacupiranga, Márcio Pereira, na tarde desta terça-feira (13) a equipe fará uma visita técnica no local para o monitoramento e avaliação sobre as ações que estão sendo realizadas pela entidade responsável pelo local.

“Já fizemos uma notificação para que tomassem as medidas cabíveis. Agora vamos fazer a visita técnica para monitorar a situação. Vamos acompanhar de perto”, explica.

 

Comunidade em ação (Mutirão de limpeza):

No dia 04 de março o domingo não foi de descanso para um grupo de amigos que se juntaram para unir forças em relação a esta situação. Muitos passaram a infância brincando no clube e possuem muitas recordações. Ver a situação em que hoje se encontra causa não apenas revolta, mas acima de tudo tristeza.

“A ACBnibra pegou para tocar o clube, uma vez que o mesmo faliu. A entidade arrendou o prédio e hoje ele está assim, completamente abandonado e cheio de dívidas. Então resolvemos nos unir e incorporar a ACBnibra e vamos tocar o clube sem ter nenhum retorno financeiro. Vamos fazer sem qualquer fins lucrativos! Nosso maior objetivo é fazer com que o clube volte a funcionar e depois devolveremos para a ACBnibra. Faremos isso para resgatar o clube, porque um patrimônio deste não pode ficar perdido. Nossa ideia para agora, como não temos dinheiro, é fazer esse mutirão para limpar e roçar o local. Depois vamos manter a limpeza da piscina quinzenalmente e assim que conseguirmos arrecadar uma verba faremos eventos para reerguer o clube. Queremos também fazer parcerias com empresários do município para que as atividades voltem para lá, assim como o judô, academia, jiu-jitsu, funcional, e etc. Os profissionais darão aula sem pagar nada pelo espaço, assim movimentaremos o clube”, explica o morador e organizador da ação Denis Bicas.