Atletas de Ilha Comprida são convocadas para o mundial de canoagem

“Eu estava em casa e pensei que era trote, mas não era. Era real, uma notícia maravilhosa”.

Por Redação 16/06/2018 - 14:00 hs

 

Ilha Comprida – Convocadas pela Confederação Brasileira de Canoagem para disputar o Campeonato Mundial de Canoagem Velocidade Master 2018, em Portugal, entre os dias 15 e 17 de agosto, as atletas da Escola Náutica Municipal/Navega SP Núcleo Ilha Márcia Verônica Peña; Beatriz Cristina da Cruz e Sandra Regina da Silva lançaram campanha por patrocínio da equipe, que tem o apoio do município.

Para a competição no mundial, as atletas treinam diariamente na sede da Escola Náutica Municipal, no Porto da balsa. A convocação para o Mundial – resultado do desempenho delas na Copa Brasil de Canoagem e Paracanoagem nos dias 7 e 8/04, em Curitiba (PR) - as deixou super felizes. “ Quando recebi a notícia da convocação, nem consegui trabalhar direito. Todo mundo perguntava o que havia acontecido. É muita emoção “, afirmou Sandra. “Eu estava em casa e pensei que era trote, mas não era. Era real, uma notícia maravilhosa”, destacou a professora do Navega e atleta Márcia Peña.  “Eu nem acreditei no que ouvi e, depois, quando vi que era verdade, saí comemorando com todo mundo que encontrava”, contou Beatriz.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

O diretor da Divisão de Esportes da Ilha, Ricardo Ragni, também comemorou a convocação e destacou que a Ilha Comprida - com uma escola municipal, professores de elite e perfeitas condições para treinos - reúne todas as condições para destacar sua canoagem em âmbitos nacional e internacional.

Os atletas e iniciantes da Ilha – de todas a idades – têm aulas na Escola Náutica Municipal de segunda a sábado no Porto da Balsa com os professores Márcia Peña (convocada) e Thiago Pupo.

Serviço – Empresas e apoiadores interessados em participar das cotas de patrocínio ou contribuições para a equipe podem entrar em contato com Beatriz pelo telefone (13) 99619-8743.

Navegar é preciso - Canoagem mudou a vida de atletas da ilha
Convocada para o Mundial, a atleta Sandra Regina da Silva, 53 anos, chegou à Escola Náutica Municipal /Navega SP- Núcleo Ilha sem saber nadar, com pânico de água e problemas com depressão. Motivada pelos professores Marcia Peña e Thiago Pupo, em uma semana, começou a nadar, teve coragem de pular na água e mais que isso: passou a treinar para competições. Em seis meses de treinamento diário, conquistou a medalha de prata - na categoria 5.000 velocidade –, na concorrida Copa Brasil de Canoagem e Paracanoagem realizada nos dias 7 e 8/04, em Curitiba (PR).

Além de ter descoberto a importância do esporte em sua vida, Sandra comemorou a perda de nove quilos sem nenhuma dieta rigorosa. "Navegar foi uma revolução. Sou outra pessoa, uma nova mulher, com maior autoestima e pronta para conquistar mais títulos para a Ilha".

Também a atleta Beatriz Cristina da Cruz – que conquistou 3 medalhas de bronze na Copa Brasil – máster 200 /500 e 1000 - afirmou que navegar e competir a fez renascer em todos os sentidos: " Me sinto viva, sem problemas sérios que eu enfrentava, agora só penso em treinar e em medalhas. O esporte muda vidas e mudou a minha". Suas filhas Isabele, 14 anos, e Mayara, 7 anos, também praticam a canoagem e há competições em que a família inteira sobe ao pódium para orgulhar a Ilha.