Brasil comemora os 110 anos da imigração japonesa

Por Francine Zanetti 18/06/2018 - 20:00 hs

 

Nesta segunda-feira, 18 de junho, é comemorado no Brasil o dia do primeiro registro de que uma embarcação japonesa atracou em terras brasileiras. Trata-se do navio “Kesato Maru”, fretado pelo empreendedor Ryu Mizuno, natural da cidade de Koshi, no Japão. Ele veio atraído pelas notícias do grande desenvolvimento do plantio de café no Brasil. Em seu navio, outros 783 imigrantes japoneses desembarcaram no estado do Paraná. O ano era 1908.

Hoje, há exatos 110 anos deste registro histórico, o Brasil é considerada a maior colônia de imigrantes japoneses fora do Japão. Estima-se que o Brasil tem hoje uma população em cerca de 1,6 milhões de nikkeis (Descendentes de japoneses não nascidos no Japão).

CONTINUA APÓS A MATÉRIA

A cultura do país foi completamente modificada com a vinda dos representantes asiáticos para cá. Na cultura, nos esportes, na comida e em praticamente tudo existe influencia oriental. Foram os japoneses que plantaram em terras brasileiras as primeiras árvores de maçã e os primeiros pés de caqui, são eles também os responsáveis por trazerem as primeiras sementes de soja, arroz cateto, feijão azuki, couve japonesa, pepino, acelga, nabo, rabanete, batata doce, o nhame, a cebolinha verde, e tantos outros.

Foram também os japoneses que trouxeram as primeiras lutas e artes marciais, como o judô. A espiritualidade e a filosofia religiosa do budismo, as artes plásticas e as sandálias. A maior força cultural da região do Vale do Ribeira também é dedicada à estes imigrantes. A primeira muda de chá em terras brasileiras foi plantada por mãos japonesas. Hoje a erva é um símbolo da imigração, da cultura e da força dessas raízes.

Fonte de Pesquisa: BBC Brasil