História de ex-moradora de Registro comove a todos

Processo do transporte de Wanessa é burocrático e família busca auxílio

Por Mariana Areco Torres 18/07/2018 - 18:00 hs
Foto: Arquivo Pessoal
História de ex-moradora de Registro comove a todos
Wanessa Cristina Taveira de Moraes

Durante essa semana muitos se comoveram com a história de Wanessa Cristina Taveira de Moraes, uma brasileira de 33 anos que está em Lisboa/Portugal lutando contra o câncer.

Wanessa, que morou durante muitos anos em Registro, possui uma filha de nove anos e muitos amigos no município.

De acordo com Camille Laborda, prima de Wanessa, toda a família está engajada em trazê-la de volta ao Brasil para que ela possa continuar o tratamento aqui, ao lado da família.

“Hoje ela está com um tumor na coluna, que está impossibilitando bastante de andar, e também um tumor na barriga”, afirma a prima.

De acordo com informações do pai de Wanessa, Sr. Laborda de Moraes, ela já havia vencido o câncer há três anos, quando fez tratamento em São Paulo, no Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC).

Após o tratamento e a cirurgia, de sucesso, Wanessa foi a Portugal, onde já está há cerca de um ano, à procura de uma vida melhor. Lá começou a sentir algumas dores e, após internação, foi descoberto que a doença havia voltado.

Ainda de acordo com Sr. Laborda, os custos para que a filha volte ao Brasil são altos demais e a família não tem condições de custear. Somente a passagem estaria em torno de R$ 7 mil euros e, de acordo com Sr. Laborda, provalvelmente será necessário que um médico acompanhe a Wanessa no transporte aéreo por conta da sua atual situação, que envolve, além dos tumores, a complicação da trombose.

Outro obstáculo enfrentado pela família é a parte burocrática para que Wanessa regresse ao Brasil.

“Estamos tendo muita dificuldade com a burocracia, porque lá onde ela está, no IPO, o Hospital teria que mandar a documentação do estado de saúde dela, para mandar para a TAP (Transporte Aéreos Portugueses), para ser analisado e aí ver se ela poderá ser trazida ou não. Só que isso é muito demorado e nós estamos tentando agilizar isso, porque nossa filha está correndo risco de vida”, explica Sr. Laborda, destacando ainda que a esposa, que está com a filha em Portugal, já procurou a Embaixada e o Consulado Brasileiro, porém, ambos teriam sido unânimes em dizer que não possuem recursos para arcar com o transporte de Wanessa.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE 

 

Campanha

Está sendo realizada uma Campanha virtual de arrecadação em prol aos custos do tratamento e despesas com o retorno ao Brasil de Wanessa Taveira de Moraes, 33 anos.

Bastante debilitada, sem ter como se sentar, será necessário fazer uma viagem de 10 horas completamente imóvel, deitada numa maca e, provavelmente, precisando de suporte médico durante a viagem.

Seu pai, único provedor da família, precisa arcar com todas as despesas como as passagens aéreas, hospedagens, medicamentos, custos diários como alimentação, passagens, entre outros.

 

Quem tiver interesse em ajudar basta acessar o link abaixo:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-wanessa?utm_campaign=facebook

 

Ou entrar em contato com qualquer um desses contatos:  

Camille Laborda: (092) 98458-9247

Evelyn Laborda: (022) 98171-0502

Lidiane Laborda: (092) 99605-4093

E-mail: laborda@outlook.com.br