Vale do Ribeira e Baixada Santista passam por Operação Perseus nesta terça-feira (7)


Vale do Ribeira e Baixada Santista passam por Operação Perseus nesta terça-feira (7)

Prisões e apreensão de drogas fizeram parte da operação, cujo objetivo é desarticular o tráfico na região

Por Redação 07/08/2018 - 16:00 hs
Foto: Divulgação
Vale do Ribeira e Baixada Santista passam por Operação Perseus nesta terça-feira (7)
Colaboraram com os trabalhos a Polícia Militar de Cananéia e a DISE de Jacupiranga

 

A Promotoria de Justiça de Cananéia e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) deflagraram, nesta terça-feira (7), com o apoio operacional do Comando de Policiamento do Interior 6, a Operação Perseus, objetivando desarticular o tráfico de drogas na região. Os agentes públicos realizaram um total de 20 prisões preventivas, dando cumprimento a um total de 43 mandados expedidos pela Justiça.

No curso das investigações, apurou-se que a organização criminosa denominada Primeiro Comando da Capital (PCC) deu início a um projeto de expansão da facção no Vale do Ribeira, cooptando criminosos nos municípios da região.

CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

F. R. dos S. F., vulgos Fênix e Febem, ocupava um dos mais altos postos da organização, atuando como sintonia geral do Vale do Ribeira e apoio da sintonia da Baixada Santista. Além disso, coordenava o tráfico de drogas nos municípios de Praia Grande, Ilha Comprida, Cananéia e Pariquera-Açu, com auxílio de F. H. E., o Palhaço, foragido havia 12 anos.

Também foram presos D. da L. B. (o  Boy ou Da Hui), integrante da organização criminosa com atuação na Praia Grande e que exercia função de disciplina, aplicando as punições determinadas pela cúpula da facção, e A. V. dos S. S., o Neguinho, braço direito de Fênix na gestão do tráfico de drogas em Ilha Comprida.

Fênix foi denunciado pela prática dos crimes de tráfico de entorpecentes, associação para o tráfico, extorsão, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Diversos traficantes com atuação local nos municípios citados foram igualmente detidos com a deflagração da operação.

Colaboraram com os trabalhos a Polícia Militar de Cananéia e a DISE de Jacupiranga. Ao longo dos trabalhos, foram efetivadas cinco prisões em flagrante, com apreensão de mais de mil porções de cocaína, maconha e crack, bem como documentos falsos e um veículo.