CRAM de Registro adere à Campanha do Laço Branco

Ação convida os homens a usarem um laço branco em apoio ao dia 06 de dezembro, Dia Nacional de Mobilização pelo Fim da Violência contra as Mulheres

Por Redação 04/12/2018 - 15:38 hs
Foto: Registro Diário

 

O Centro de Referência de Atendimento à Mulher, de Registro, promove ação educativa pelo Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres, nesta quinta-feira6 de dezembro, através de panfletagem e palestras para o público masculino. O objetivo desta data é conscientizar os homens sobre o papel que precisam desempenhar para o fim da violência contra as mulheres.

 

A violência contra as mulheres não se resume apenas a violência doméstica. As agressões vão desde o assédio sexual e moral, os estupros e até mesmo o bullyng na internet. No Brasil, uma lei federal de 2007 instituiu o dia 6 de dezembro como Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo Fim da Violência contra as Mulheres.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

A data remete a um evento ocorrido em 1989, em Montreal, no Canadá, quando Marc Lepine, de 25 anos, invadiu a sala de aula de uma Escola Politécnica. Ele ordenou que os homens se retirassem e começou a atirar, assassinando 14 mulheres. O rapaz suicidou-se em seguida. Marc deixou uma carta justificando o ato: não suportava a ideia de ver mulheres estudando engenharia, um curso tradicionalmente masculino.

 

O crime mobilizou a opinião pública do país, promoveu um debate sobre as desigualdades entre homens e mulheres e motivou um grupo de homens canadenses a criar a Campanha do Laço Branco (White Ribbon Campaign). O movimento cresceu e hoje tem a missão de promover a igualdade de gênero, relacionamentos saudáveis e uma nova visão da masculinidade. O laço branco foi adotado como símbolo e tem como lema "jamais cometer um ato violento contra as mulheres e de não fechar os olhos frente a essa violência. Homens juntem-se a nós!"