Cidade do Vale do Ribeira abriga a única Anta Albina registrada na natureza

Espécie é conhecida cientificamente como Tapirus terrestres

Por Redação 26/04/2019 - 19:00 hs
Foto: Divulgação / Arquivo Pessoal

Uma grande curiosidade entre as cidades Vale do Ribeira, é o município de Tapiraí, que pela grande quantidade de antas que vivem livremente, recebeu o nome de “cidade das antas”. Se antes era tida como carne de caça, hoje, a espécie a vista como parceira quando o assunto é a conservação das florestas.

A rara espécie de anta foi vista pela primeira vez em território brasileiro no ano de 2014, pelo biólogo e fotógrafo Luciano Candisani, no bairro da Anta, no Legado das Águas, uma reserva natural da cidade.

O registro da espécie rara do animal, conhecida cientificamente como Tapirus terrestres, foi feito quando o profissional realizava um inventário fotográfico de animais que vivem na reserva natural em Tapiraí. No ano de 2016, o animal também foi registrado nadando no rio Juquiá, por um funcionário de uma empresa ambiental, que estava passando de barco no local.

O Legado das Águas é uma reserva natural do município, sendo a maior reserva privada da mata atlântica do país. De 31 mil hectares que a entidade possui, parte é coberto pela mata atlântica, que é o habitat natural das antas. A proteção da floresta garante a existência de animais como a espécie rara e outros ameaçados de extinção.

A entidade possui mais de 31 mil hectares, e delas, a mata atlântica é habitat natural das antas e a proteção da floresta garante a existência de animais como a espécie rara e outros ameaçados de extinção.

Para manter esse cenário, projetos e atividades de educação ambiental são desenvolvidos pelo Legado das Águas, a maior reserva privada de Mata Atlântica do País. “A cidade é uma das poucas inseridas em uma área tão bem preservada do bioma e, como consequência, é um local onde a anta, espécie em perigo de extinção, está presente no dia a dia das pessoas”, explica Mariana Landis, bióloga responsável pelo projeto de conservação da espécie no Legado.

Para comemorar o Dia da Anta, oficializado em 27 de abril, alunos do 6º ano da Escola Estadual Bairro do Turvo, na cidade de Tapiraí, participam hoje (26) da palestra “As antas do Vale do Ribeira: Mata Atlântica”, oportunidade de conhecer o cotidiano dos pesquisadores na floresta e os equipamentos utilizados para o monitoramento, além de entender mais sobre o comportamento das antas.

“Essa ação é fundamental para despertar nos jovens o interesse pela biodiversidade que o município abriga”, comenta a bióloga, que destaca a importância de valorizar a data destinada ao maior mamífero herbívoro terrestre do Brasil. “A comemoração do Dia da Anta se faz necessária para fomentar a valorização e a proteção da espécie, da Mata Atlântica e da região como um todo”, completa Mariana.