Vídeo: Onça pintada é flagrada em rodovia no Vale do Ribeira

Animal foi visto na rodovia entre os municípios de Apiaí e Guapiara

Por Redação 08/07/2019 - 09:00 hs
Foto: Divulgação / Redes sociais

Uma onça pintada foi flagrada na rodovia entre os municípios de Apiaí e Guapiara, no último sábado (06). O animal foi visto por volta das 16h da tarde e um caminhoneiro que passava pelo trecho registrou o momento.

As imagens foram divulgas em um grupo de monitoramento das estradas e acabou viralizando na web. Segundo o Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (PETAR), a onça estava próxima ao Núcleo Caboclos, em Apiaí. 

Confira o vídeo: 

Ameaçada de Extinção

Estudos recentes revelam que restam apenas cerca de 300 onças-pintadas no bioma Mata Atlântica, entre Brasil, Argentina e Paraguai. Tanto a onça-parda como a onça-pintada fazem parte do topo da cadeia alimentar, pois controlam espécies que estão abaixo delas, que também podem causar transtornos caso a população cresça muito. A extinção das onças poderia causar um grande desequilíbrio ambiental. Áreas particulares como o Parque Estadual Carlos Botelho e o Legado das Águas há pouca ocupação humana, mas sempre há o risco de caçadores aparecerem na região.

Curiosidades

Considerada rainha das florestas brasileiras, a onça-parda está entre os principais símbolos de campanhas pela preservação da biodiversidade. A extinção do felino, que faz parte do topo da cadeia alimentar da Mata Atlântica, poderá causar um grande desequilíbrio ambiental.

Símbolo da fauna brasileira, a onça-pintada, é um mamífero que pode atingir até 2,41 metros e pesar 158 quilos, está ameaçada de desaparecer da Mata Atlântica devido à caça predatória e à perda e degradação de seu habitat. A gestação varia de 90 a 112 dias, podendo nascer até quatro filhotes, mas a média é de dois filhotes por gestação.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE 

PETAR

Localizado entre as cidades de Apiaí e Iporanga, o PETAR é considerado um dos principais refúgios da vida selvagem da região sudeste do Estado, sendo um dos mais significativos corredores ecológicos que conecta os mais importantes remanescentes da Mata Atlântica do Brasil.

O Parque possui mais de 300 cavernas, dezenas de cachoeiras, trilhas, além de abrigar comunidades tradicionais e quilombolas. No local também é possível encontrar uma grande diversidade de aves, mamíferos de grande porte, além de córregos e rios com águas cristalinas.