Servidores públicos de Apiaí realizam paralisação pelo atraso de salário

Funcionários alegam que estavam há 2 meses sem receber. Prefeitura efetuou o pagamento da segunda parcela líquida no dia da paralisação

Por Redação 30/10/2019 - 11:00 hs
Foto: Reprodução / RD
Servidores públicos de Apiaí realizam paralisação pelo atraso de salário
Funcionários Públicos paralisam atividades contra atrasos de salários em Apiaí — Foto: Reprodução

 

Cerca de 100 servidores públicos de Apiaí foram às ruas na última terça-feira (29) em protesto contra o atraso no repasse dos salários por parte da Prefeitura. Segundo a categoria, o problema ocorre desde o início do ano. Os servidores estão em paralisação e ameaçam entrar em greve se o problema não for resolvido.

O grupo se reuniu na Praça Alberto Dias Baptista e fez uma passeata até a frente do prédio da Prefeitura. O ato foi organizado pelo Sindicato dos funcionários públicos e municipais do Vale do Ribeira. Esta é a terceira paralisação por falta de pagamento.

Os servidores alegam que estão com dois meses de atraso. Eles recebem em duas parcelas, sendo uma de 60% e outra de 40%. Conforme a categoria, valor que vai ser pago para os servidores é referente a agosto, ou seja, falta o pagamento de metade de agosto e setembro, além de outubro, que já está acabando.

Em entrevista ao Registro Diário, Maria Neusa Vital da Silva, de 56 anos, conta que trabalha como agente administrativo na Vigilância Sanitária e que os funcionários estão nesta luta há 3 anos. “Funcionários estressados, doentes, desanimados, endividados e a prefeitura não nos dá garantia de nada”, desabafa.

Maria Neusa revela que a administração pública decretou calamidade financeira no município, mas ainda contrata estagiários. A funcionária pública ainda conta que dois funcionários estão afastados por interdição judicial, mas continuam recebendo seus salários.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

“Nós, funcionários efetivos e demais de outras autarquias, estamos recebendo parcelado em duas vezes, mas chegou ao cúmulo de parcelar em três. Ou seja, recebemos o mês de agosto completo parcelado em três vezes, sendo que, hoje, por conta da paralisação, foi depositado a ultima parcela de três”, explica.

Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores, Otávio Shimoda, a prefeitura informou ao sindicato que o motivo do atraso é que houve um problema financeiro e administrativo.

Prefeitura diz que estuda o pagamento da próxima parcela

Em nota ao Registro Diário, a Prefeitura Municipal de Apiaí informou que a porcentagem de 60% referente ao valor da segunda parcela líquida do mês de agosto foi depositada aos funcionários públicos na manhã da última terça-feira (29), período em que ocorreu a paralisação.

Ainda conforme a administração pública, a primeira parcela do mês de setembro está sendo estudada para sair ainda essa semana.

O Registro Diário também questionou o motivo do atraso dos funcionários públicos, mas a prefeitura não respondeu essa pergunta.