Adultos entre 20 e 29 anos devem se vacinar contra o Sarampo neste sábado (30)

Este será o último dia da segunda etapa da Campanha Nacional de vacinação

Por Redação 29/11/2019 - 19:00 hs
Foto: Reprodução

 

Será realizado, neste sábado (30), o Dia D da vacinação contra o Sarampo, em Registro. Segundo a administração pública, a mobilização ocorrerá nas UBS’s Centro, Vila Nova, Registro B e Ribeirópolis, das 8h às 17h00.

Este será o último dia da segunda etapa da Campanha Nacional de vacinação e a Campanha tem como públicos-alvo adultos entre 20 e 29 anos.

Casos confirmados no município

Registro tem três casos confirmados de sarampo no município. O primeiro caso foi constatado em uma adolescente, residente na zona rural e confirmado em 10 de setembro deste ano.  

O segundo e o terceiro caso foram confirmados no dia 08 de outubro deste ano, sendo em um bebê de sete meses residente na zona rural e em uma mulher de 47 anos, moradora do  bairro Alay Correa.   

O sarampo é uma doença causada por um vírus que se espalha facilmente pelo ar através da respiração, tosse ou espirros. O município de Registro tem três casos confirmados.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE 

 Vacinação:

A imunização eficiente é a vacina tríplice viral que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba e está disponível nas salas de vacina nas UBS’S do Centro, Vila Nova, Registro B e Ribeirópolis. A Prefeitura ressalta que a população deve levar a carteirinha para atualização.

Casos no Vale do Ribeira

O Vale do Ribeira possui mais dois casos de sarampo confirmados, sendo um no município de Juquiá e outro na cidade de Cajati.

Em Juquiá, a doença foi confirmada em uma criança de 1 ano e 7 meses, que reside na zona urbana do município. A criança é do sexo feminino e possui um histórico de deslocamento para a cidade de Sorocaba 15 dias antes do início dos sintomas.

Já em Cajati, o caso foi confirmado em uma mulher de 18 anos, que reside no bairro Santa Rita.

Estado de SP

Os casos de sarampo chegam a 10,6 mil no estado de São Paulo. Os casos da doença chegaram a 10.620 neste ano, de acordo com balanço da Secretaria da Saúde estadual. Cerca de 56,6% do total de casos se concentram na capital. Treze pessoas morreram em decorrência de complicações pela doença.