Vereador denuncia risco de desabamento de laje da Rodoviária de Registro

A denúncia foi feita na noite da última segunda feira (10), na Câmara Municipal de Registro

Por Redação 11/02/2020 - 19:00 hs
Foto: Reprodução/Facebook

O vereador de Registro, Vander Lopes (PSC), denunciou a atual situação da Rodoviária do município, que corre risco de desabamento de laje. Segundo o parlamentar sobrepeso e má conservação do teto podem contribuir para o desabamento, colocando em risco a vida das pessoas que passam pelo local. A denúncia foi feita na noite da última segunda feira (10), na Câmara Municipal de Registro.

Ainda de acordo com o vereador, durante a vistoria, foram constatados diversos problemas estruturais no terminal rodoviário, como goteiras e infiltrações, além da falta de iluminação interna, uma vez que mais da metade das lâmpadas do prédio estão queimadas.

"Constatei que existem cerca de meio metro de água em cima da laje, isso é um absurdo, a qualquer momento  corre o risco do teto da rodoviária desabar, não é possível que o prefeito não tenha conhecimento do fato, providências precisam ser tomadas com urgência, no intuito de se evitar um acidente", enfatizou Vander.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Conforme o parlamentar, a rodoviária tem problemas crônicos e oferece risco iminente a quem passa por ali: um segundo de descuido pode ocasionar graves acidentes em buracos no piso e com a fiação elétrica exposta.

Diante disso, Vander Lopes protocolou requerimento cobrando da Prefeitura ações. O parlamentar quer saber se há um processo aberto de análise da situação do imóvel e se a Defesa Civil acompanha com regularidade a situação, além de questionar se há ações programadas no local para conter o risco.

O vereador disse, ainda, que vai oferecer representação a fim de que o Ministério Público do Estado apure a responsabilidade da prefeitura de ao expor a vida de registrenses a risco, pela falta de manutenção no terminal rodoviário.

Procurada pela reportagem, até a última atualização desta matéria, a Prefeitura de Registro não se manifestou sobre o caso.